A origem do pé de moleque e 1 receita incrível

1

O pé de moleque é um doce que quase todo mundo já comeu, é um doce de infância e que tem uma receita bem simples e que todos podem fazer. O amendoim é muito antigo e ele é usado para doces também há muito tempo. Venha conhecer mais a história do pé de moleque e 1 receita incrível.

Origem do pé de moleque

Assim como boa parte da culinária diferente na Europa, o pé de moleque chegou lá por volta do século X, com os árabes, era um doce feito com amendoim e mel, já que açúcar de cana não era comum na época. De lá, ele teve uma receita diferente, e nome diferente, em cada país que foi sendo feito.

Origem do pé de moleque
Torrone italiano. Fonte/Reprodução: original.

O pé de moleque segue os passos de outras receitas adaptadas, ela muda conforme o país onde é feita, esse que chegou na Europa era feito com mel e nozes, dessa mistura surgiram doces antecessores ao amendoim, como:

  • Em Portugal, de mel de abelhas, temos o “nogat”;
  • O “nougat” francês; 
  • O “turrón” espanhol;
  • O “torrone” italiano;
  • Na ilha da Sicília temos o “ciubatta”.

Quando a ideia de misturar mel com alguma oleoginosa chegou ao Brasil, trazida de Portugal, adaptaram para amendoim, muito mais comum do que nozes, e utilizando açúcar, em abundância por aqui. Desde então, o doce tem uma versão para cada região do país.

Variações do pé de moleque

Dependendo da região, o doce ganha uma nova perspectiva e nova roupagem, acompanhe aqui as mudanças por região.

  • Na região sul e sudeste, o pé de moleque também é chamado de “quebra queixo” por o doce ser bem duro devido açúcar usado que é diretamente da rapadura, isso mesmo, a rapadura é derretida e misturada ao amendoim dando forma ao doce.
  • No nordeste, mais precisamente em Alagoas e Pernambuco, existe um bolo chamado pé de moleque, esse bolo é famoso e símbolo das festas juninas, muitas vezes ele é feito de mandioca e outros ingredientes, como café, castanha de caju, cravo e erva-doce.

Seja como for, o pé de moleque é um doce amado pelos brasileiros e que tem até uma cidade mineira considerada a cidade mundial desse doce.

Piranguinho em Minas Gerais

Na cidade Piranguinho, em Minas Gerais, o pé de moleque é o doce principal e histórico da cidade, lá que tem uma produção enorme e mais famosa do Brasil, tanto que é Patrimônio Imaterial da cidade.

Em agosto de 2022, eles fizeram o maior pé de moleque do mundo, com 27 m de comprimento, ganhando o prêmio do Guinness Book. A receita? Logo á seguir.

Receita de pé de moleque de Piranguinho

Agora vamos ensinar a receita de pé de moleque tão famoso da cidade de Piranguinho, MG.

Ingredientes da receita

Vamos aos ingredientes:

  • 2,5 kg de rapadura;
  • 1,2 kg de amendoim torrado e sem casca;
  • 300 ml de água.

O amendoim pode ser o xerém de amendoim também, mas aumente a água para 500 ml.

Passo a passo da receita

Vamos aos ingredientes:

1 – Pique bem a rapadura e coloque em uma panela com a água, leve ao fogo médio até derreter todo o açúcar. 

2 – Desligue o fogo e misture o amendoim com o doce ainda quente. 

3 – Jogue em uma travessa de metal untada com manteiga ou outra gordura neutra.

4 – Quando esfriar, corte os cubos e sirva.

Receita de pé de moleque de Piranguinho
Doce finalizado. Fonte/Reprodução: original.

Essa receita é uma tradição na cidade de Piranguinho. 

Ficha técnica

Vamos à ficha técnica:

ReceitadePé de molequeValores
IngredientesPeso Total Usado (g)Preço Unitário (kg)Preço por Receita
Rapadura2500R$ 9,00 (500g)R$ 45,00
Água300
Amendoim1200R$ 3,29 (70g)R$ 56,40
3 ingredientes Total de peso: 4000gTotal Investido: R$ 101,40Total por receita: R$ 101,40

Agora que sabe da história do pé de moleque, que tal fazer um?

Show Comments (1)